Sábado, 22 de Julho de 2006

recursos humanos...

 

Péssimo exemplo para o país.

Acho que ontem foi uma das raras vezes que ouvi um ministro das Finanças falar de Recursos Humanos, o que é um grande progresso, nos funcionários públicos manda-se enquanto os recursos humanos gerem-se.

Mas à mudança terminológica não correspondeu até ao momento qualquer medida que traduza preocupação com a gestão dos recursos humanos da Administração pública, aliás, a forma como este governo, bem como os que o antecederam, tratam os recursos humanos do Estado revela um total desprezo pelas mais elementares normas de gestão. Aliás, esse desprezo pelas normas de gestão dos recursos é ele próprio uma norma, a norma do Estado.

Para não sair do ministério das Finanças sugiro ao ministro que chame ao seu gabinete os responsáveis pela gestão de recursos humanos do seu ministério e lhes faça umas perguntas de surpresa. Pergunte-lhes, por exemplo, qual a taxa de absentismo e as suas causas, ou como evoluiu essa taxa nos últimos anos, ou quais as estratégias adoptadas para as reduzir. Pergunte-lhes quanto tempo os directores-gerais já dedicaram a essa temática, que orientações adoptaram, que resultados foram obtidos.

Se não quiser incomodar os dirigentes então que leia os relatórios de actividades e os balanços sociais e verifique se revelam uma gestão dinâmica dos recursos humanos ou se não são feitos copiando-os de uns anos para os outros.

Saberá o ministro que níveis de produtividade tem no seu ministério e quais os que seriam alcançados com uma boa gestão dos recursos humanos? Saberá o ministro quantas horas de trabalho perde a Administração Fiscal diariamente só porque a RITA não funciona e quantos funcionários/ano isso representa?

Duvido que este ou qualquer outro ministro ou mesmo os directores-gerais saibam seja o que for sobre o tema. Neste capítulo a Administração Pública é um péssimo exemplo para o país.

Talvez o ministro não saiba, mas pouparia muito mais com uma boa gesto dos recursos do que com muitas das medidas que tem adoptado, começando pelo próprio Prace.

JÙ -  Observador desde o Terreiro do Paço - Lisboa

EU acredito em Portugal editou às 08:22

link do post | comentar | favorito

Fevereiro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
27
28

pesquisar

 

Artigos Recentes

Tragédia anunciada

Mau serviço a Portugal

Portugal não tem nenhum c...

Mas só se os portugueses ...

História de Portugal

Em Greve

Atentado á soberania naci...

Diga NÃO, dia 11 de Fever...

Espanha, um perigo sempre...

Portugal e seu valor igno...

Arquivos

Fevereiro 2010

Janeiro 2008

Novembro 2007

Agosto 2007

Junho 2007

Maio 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Nossos sites


Nossos sites & Blogs
Miguel & Sylvia
Homepage de Miguel Roque
Orgulho de ser alentejano
Liberdade cristã

Nossos blogues


Tuga & Zuca
Filhos & Netos
Caminho de Fé
Busca primeiro o Reino
Liberdade Cristã (blog)
Viver Livremente
Alentejo Abandonado
Meu Alentejo amado
Sonho Alentejano
Povo Lusitano
Amizade, Portuga-Galiza
Aqui fala-se português
Península Ibérica
Península Ibérica-ZipNet
Republica, sim…
Independência em perigo
EU, acredito em Portugal
Portugal Ressuscitado
A Bandeira Vermelha
Bandiera Rossa
A voz do proletário
Olivença é Portuguesa
Jornal de Olivença
No meio do inimigo
Sylvinha em Portugal
Sub-blog do tapete
Vira útil
Chiquinha e nós

Nossos grupos


Por Olivença (Orkut)
Por Olivença (Gazzag)
Viver Livremente (Yahoo)
Liberdade Cristã (Yahoo)
Liberdade Cristã (Gazzag)
Liberdade Cristã (Orkut)

Defendendo Olivença

Em defesa do português Oliventino

Olivença back to Portugal

Pela Nação


Olivença é Portugal
Olivença online
Grupo dos amigos de Olivença
blogs SAPO

subscrever feeds

tags

todas as tags